Telefones: (19) 3402-8266 / (19) 3435-5646
 
           Cromagem
 

A cromagem é um processo que envolve a galvanoplastia, ou seja, um processo de eletrodeposição, normalmente utilizando um sistema de imersão da peça de metal como base em uma fina camada de cromo (um metal de cor branca azulada e de grande resistência), seguido de banhos eletrolíticos.

Por vezes utilizados para fins de decoração, este processo também pode servir como uma camada de proteção, e para esta finalidade, o resultado se mostra muito bom. Muitas vezes, ela é aplicada a objetos de metal, quando há uma maior possibilidade de ocorrência de corrosão.

Este processo é um tratamento de acabamento usado em equipamentos industriais, automóveis e bens de consumo. Os dois tipos principais são de cromo brilhante e cromo duro.

Cromo brilhante é uma cobertura decorativo de cromo visto mais freqüentemente em automóveis. Ele consiste de uma camada de 10 micrômetros de cromo sobre uma placa de níquel subjacente.

Cromo duro, também conhecido como engenharia de cromo, é usado para equipamentos de placa industrial. a cromação dura pode ser tão grossa quanto 1,000 micrômetros. Ela é usada para reduzir a fricção e para restaurar as peças que foram desgastadas pelo atrito. Banhos de cromo hexavalente, cujo principal ingrediente é anidrido crômico, são o tipo mais comum deste tipo de processo, mas banhos de cromo trivalente, cujo ingrediente principal é o sulfato de cromo ou cloreto de cromo, também pode ser usado.

O atual processo envolve cinco etapas básicas. Na primeira etapa, a atenção cuidadosa é dada ao objeto metálico que receberá o tratamento de plaqueamento. Os produtos químicos que serão utilizados para desengordurar o metal, ajuda a garantir que a superfície estará livre de quaisquer componentes que possam causar uma falha ou desvio na hora de cromar. Junto com o processo de desengorduramento, uma limpeza completa da superfície também irá ajudar a remover qualquer resíduo remanescente, como pequenas partículas de sujeira entre outros.

Para a terceira fase do processo, o metal subjacente sofre uma série de tratamentos para que ocorra um alisamento da superfície. Certificando-se que a superfície do metal tornou-se lisa e suave o quanto for possível, é garantia de que irá manter um grau mais elevado de integridade ao longo de um período, aumentando sua vida útil. Depois de se certificar que a superfície é lisa, o metal é colocado em uma cuba que é preenchida com uma solução para um tratamento prévio e neste momento há um aquecimento gradual até que se atinja a temperatura ideal para o metal receber o revestimento de cromo.

Na quinta e última etapa, o processo de revestimento é iniciado. Este processo envolve essencialmente o enchimento da cuba com os componentes de cromo e permitindo que os compostos sejam distribuídos sobre a superfície do metal. A quantidade de tempo que o metal permanece na cuba depende do grau de espessura desejada para a cromação.

Quando preparada de acordo com os padrões estabelecidos pela indústria, ela pode resistir a uma grande dose de exposição por diversos anos. Equipamentos como pára-choques de metal em veículos a motor são um excelente exemplo que deverá durar por muitos anos, com nada mais do que a manutenção geral. Da mesma forma, torneiras e acessórios cromados e outros componentes também são capazes de manter uma aparência atraente por muitos anos com apenas os cuidados básicos necessários.


Fonte: Manutenção & Suprimentos
 
Copyright ©  2017 HIDRAUCAF
Perfil Studio